21 jun 2015

Por em Artigos, Campeonato Brasileiro, Campeonatos, Destaque | Seja o Primeiro a Comentar!


Desanimador! Cruzeiro 0 x 1 Chapecoense 21/06/2015 Campeonato Brasileiro

Pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro enfrentou o Chapecoense em um horário diferente do usual e viu o time adversário mandar no jogo e vencer a partida. Sob vaias, Cruzeiro 0 x 1 Chapecoense.

Ramon Campanate

O Cruzeiro entrou em campo pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro, para encarar a Chapecoense no Mineirão. Na manhã de domingo, o Cruzeiro tinha a oportunidade de jogar em casa e três posições em caso de vitória. O destaque principal antes da bola rolar ficou por conta do goleiro Fábio que, após o apito inicial, se tornou o jogador com mais jogos vestindo a camisa do Cruzeiro e foi homenageado ao entrar em campo.

Diferente do esperado, a Chapecoense não entrou em campo apenas com proposta defensiva. O time catarinense marcava o Cruzeiro no campo de ataque e até incomodava bastante. Por sua vez, o time mandante tentava saídas em velocidade com tabelas rápidas e a bola sempre no chão.

Apesar de estar jogando bem e com velocidade, o Cruzeiro, até os 20 minutos do primeiro tempo, ainda não havia finalizado no gol. De todo modo, o toque de bola celeste mostrava uma equipe mais organizada do que aquela que jogou as primeiras partidas do brasileirão.

Em um jogo aberto em que ambos os times jogam para cima, aproveitar cada chance é crucial, e foi isso que fez a Chapecoense. Em cobrança de falta, Camilo abriu o placar aos 35 minutos da etapa inicial.

Ainda teve lance polêmico no final do primeiro tempo. Allano tentou cruzamento na área, o defensor do time visitante bloqueou a bola com a mão, mas o árbitro mandou o jogo seguir. E dessa forma a Chapecoense terminou o primeiro tempo em vantagem.

Cruzeiro 0 x 1 Chapecoense (Foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)

Cruzeiro 0 x 1 Chapecoense (Foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)

Para o segundo tempo o técnico Vanderlei sacou Henrique e Mayke, dando lugar ao Bruno Edgar e Fabiano. Jogando com o placar favorável, o time catarinense passou a cadenciar mais o jogo, enquanto o Cruzeiro tentava correr atrás do gol de empate, mas esbarrava na boa marcação da Chapecoense e na falta de um jogador para organizar o meio de campo.

Ao contrário do que foi o primeiro tempo, o Cruzeiro voltou do vestiário abusando das bolas alçadas na área e da ligação direta, porém o aproveitamento dessas jogadas era baixíssimo. Pelo que foi o início da partida, esperava-se mais do time celeste para o jogo dessa manhã de domingo. A torcida compareceu em bom número, ficou empolgada com os primeiros minutos de jogo, mas a equipe não correspondeu dentro de campo.

A confiança apresentada no primeiro tempo, desapareceu após o gol do adversário. A Chapecoense jogou simples, marcou certo, saiu para o jogo na hora que deveria, se defendeu com muita eficiência e soube aproveitar a chance de bola parada que apareceu para matar o jogo.

Sob vaias, a time do Cruzeiro caiu no Mineirão e deixou escapar três importantes pontos contra uma equipe que ainda não tinha vencido jogando fora de casa. Pontos como esses fazem muita falta para o time que almeja um lugar no topo da tabela. Próxima partida do Cruzeiro será contra o Coritiba no Couto Pereira e a torcida espera a reabilitação para saber qual será o objetivo do Cruzeiro nesse campeonato.

Dados da partida – Cruzeiro 0 x 1 Chapecoense

Cruzeiro
Fábio; Mayke (Fabiano), Manoel, Bruno Rodrigo e Pará (Joel); Charles e Henrique (Bruno Edgar); Allano, Marquinhos e Willian; Leandro Damião
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Chapecoense

Danilo, Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Elicarlos, Gil (Nenén), Bruno Silva, Wagner (Hyoran) e Camilo; Edmilson
Técnico: Vinícius Eutrópio

Gol: Camilo, aos 36 minutos do 1º tempo

Motivo: oitava rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Data: 21 de junho (domingo)

Árbitro: Péricles Bassols Cortez (RJ)
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Rodrigo Pereira Joia (RJ)
Cartões amarelos: Pará, Henrique, Bruno Edgar e Bruno Rodrigo (Cruzeiro); Gil e Neto (Chapecoense)

Público pagante:
33.643
Público presente: 35.473


Cadastre-se!

Assine nossa newsletter e seja o primeiro a saber sobre as notícias do Cruzeiro.
Informe seu e-mail no campo abaixo e cadastre-se! Saudações celestes!


Ramon Campanate

Ramon Campanate, estudante, cruzeirense desde o nascimento, apreciador do futebol, dias de jogos do Cruzeiro é uma solenidade ímpar reunindo meu pai e irmãos para prestigiar o amado clube mineiro azul celeste.